A saga do filme "Além do Cidadão Kane"

Desculpe o tamanho do post, mas leiam até o fim...

Do site: http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2003/08/260569.shtml


Como a celeuma em torno da censura ao documentário "Além do Cidadão Kane" ajudou a transformar o filme num cult.

Foi há exatamente dez anos, em 1993. O documentário ?Além do Cidadão Kane?, da BBC havia sido apresentado em uma única sessão no Museu da Imagem e do Som (MIS). Até aí, tudo bem, e a repercussão do filme não teria nada de extraordinário, não fosse a decisão do então secretário da cultura do estado, Ricardo Ohtake, de demitir o programador do MIS, Geraldo Anhaia Mello, por ordens diretas do então governador Fleury, o ?marechal do Carandiru?. Para quem não é de São Paulo, o governo Fleury é considerado um dos mais corruptos da história do estado, só perdendo para o de seu padrinho político Orestes Quércia. A justificativa de Ohtake era que o filme estaria sendo exibido sem a autorização de seu diretor, Simon Hartog, mas todos diziam que o motivo real eram as pressões vindas diretamente de Roberto Marinho.

Imediatamente inicia-se violenta polêmica na imprensa, e Geraldo Anhaia Mello, longe de se intimidar, parte para o contra-ataque através do jornal ?Folha de São Paulo?. Tão logo toma conhecimento do caso, o próprio Simon Hartog envia autorização liberando a veiculação irrestrita do documentário em território nacional, e assim o pretexto para censurar o filme cai por terra. Não resta ao MIS outra alternativa senão realizar sessões gratuitas do filme, que atraem multidões que nunca teriam tomado conhecimento do documentário sem a celeuma em torno de sua censura. Eu fui uma das pessoas que compareceu a uma dessas sessões sempre lotadas, e apesar de ir muito ao cinema, foi o único filme a que assisti até hoje que foi aplaudido de pé no final. Homenagem mais do que merecida, não só ao filme (que dizia o que ninguém no Brasil tinha peito de dizer), mas à coragem e determinação do jornalista Geraldo Anhaia Mello.

Só para finalizar, queria dizer que nunca o Império Globo teria o poder que tem sem o apoio pra lá de camarada da ditadura militar. Se a Globo é hoje essa unanimidade de maquiavelismo e de prejuízo à liberdade de informação do povo brasileiro, devemos essa não só ao Roberto Marinho mas principalmente, ao regime canalha e assassino que a concebeu, regime que entregou em 1985 um país quebrado, arrasado, humilhado, cheio de cadáveres insepultos de estudantes e operários. Hoje, novamente a Globo encontra um parceiro poderoso na pessoa de Rupert Murdoch, o porta-voz de Bush, que faz da parceria Globo/ Time-Life uma mixaria. Nós brasileiros, precisamos estar de olho para não ficarmos à mercê por outros 40 anos da lavagem cerebral e manipulação do monopólio do plim-plim. Que a história não se repita jamais.
____________________________________________________________________

Vejamos alguns comentários...democracia é tudo!?

Comentários

Vão arranjar o que fazer...
Anderson Antunes da Silva 17/08/2003 20:32
andnanso@yahoo.com.br

Por que vocês não vão arranjar o que fazer, ao invés de ficar criticando o Roberto Marinho e a Rede Globo? Ele criou o maior grupo de mídia da América Latina, que emprega mais de 20 mil pessoas em mais de 100 empresas. É pelos sucessos dele que ele deve ser lembrado, não pelos seus erros.

Vocês são uns nerds que não conseguem namoradas e vão pra frente do computador escrever asneiras sobre as pessoas cujas trajetórias vocês invejam.

CONVERSA PRÁ BOI DORMIR...
O mesmo 17/08/2003 23:29
aeciobarros@uol.com.br

Faz mais de 30 anos que escuto uma cambada de socialistas pseudocultos se queixando da globo e colocando nela a culpa pelos infortúnios do país. Pura idiotice...a Rede Globo faz mais parte cotidiano dos brasileiros e está mais próximo das comunidades do que qualquer serviço ou bem público, seja na escala federal, estadual e/ou municipal. Somos donos da rede globo e a nossa história se confunde com a história da globo em muitos pontos das nossas vidas. A inveja causada pelo monstruoso sucesso e elevado padrão de qualidade gera esssa e outras grandes babaquices e idiotices. VIVA A REDE GLOBO! A única coisa decente que este país conseguiu produzir nos últimos 50 anos graças aos arrojo, coragem e inteligência do Sr. Jornalista Roberto Marinho.
Quisera tivéssemos não APENAS uma, mas, 2, 3, 4, 50 GLOBOS, com certeza o país seria outro.
E O LULALÁ, parece que enfim ele e o seu tétrico PT descobriram agora no poder que a GLOBO não tem nada com isso...
Jã era tempo...
Porcurem o que fazer! Bando de desocupados!

Retardado
Fernando 18/08/2003 16:33
fernando@utp.com.br

Anderson,

Se faz mais de 30 anos q vc ouve os pseudosocialistas dizerem isso, lamento dizer, mas vc eh mais do que um imbecil q não consegue ver um palmo diante do nariz! 30 anos ... bem acredito q vc deve ser um velho criado assistindo essas babaquices da Globo. Sinto lhe dizer q a verdade sobre a Globo é dita e mais dita não só para pseudosocialista (nunca fui socialista), mas para todas as pessoas com mais de dois neurônios. MAs como vc mesmo disse está ouvindo isso a mais de 30 anos e sua mente jah esta condicionada a esse lixo q eh a Globo sendo assim, Sr, Anderson, acho melhor o sr voltar pra frente da TV, ou utilizar-se do site globo.com.

Protesto
Alfredo da Cruz 18/08/2003 17:53
alfredo@htol.com.br

Anderson,

Vai fazer alguma coisa vc! Seu tapado! Por acaso vc naum eh esse Anderson: ANDERSON ANTUNES DA SILVA 4/029/639-3/SSP/SC 6

18/08/2003 22:22
mhungria@uol.com.br

Parabéns pela narrativa.
Concordo inteiramente com você. Infelizmente nosso povo não tem a cultura necessária para saber quando está sendo manipulado por esse 'Império'...
Na minha opinião, uma mídia que deturpou a nossa juventude através de suas novelas imbecis e manipulou a opinião pública através do poder financeiro e político para se manter sempre na posição em que está custe o que custar, mereceria uma reprovação de nós todos. Mas o dia chega...

VERMES GLOBAIS
MARCUS VINICIUS 19/08/2003 07:59
dmw6@ig.com.br

Caros Amigos,

Vejo com consternação estes comentários que aplaudem os feitos deste que foi o maior verme cultural de nosso país: O sr. Roberto Marinho.
Acredito que só um escravo do "Padrão Global de Cultura" pode venerar as peripécias do "Cidadão Kane".
Não há nada mais reluzente na tela da TV Globo do que a Mentira.

Um abraço aos Escravos da Globo e aos amigos "normais"

Marcus Vinicius

Nenhum comentário: