l,ll e lll

Não é mais amor, é dor - doença que faz sangrar.

Enquanto você pára o seu mundinho para sonhar com algo que faça você apenas se lembrar, o mundo anda, flui, e ninguém que saber de porra nenhuma.
Em dias como hoje, onde o frio só deixa os cães famintos nas ruas, eu vislumbro a lua e tento encontrar a menina dos olhos do asfalto.
Por que a dor que sinto não dói mais? - Seria mais fácil tomar um soco, pelo menos a dor seria real e, talvez uma reação me daria o prazer de sentir algo - mesmo que fosse ódio.
Muitas coisas me atormentam, além do meu passado mal-resolvido, sinto uma vontade louca de fugir das pessoas que estão comigo.
Ando pensando em uma viagem para um lugar distante, onde não conheça ninguém; - onde eu possa ser um qualquer - um desconhecido; talvez começar do zero, sem amigos, parentes, passado, amores para chorar - mesmo sem lágrima.

Memórias de uma mente com lembranças

Gostaria de apagar alguns dos meus erros, e, quem sabe eu faria certo desa vez, não que tudo foi ruim, mas palavras que deixei de falar fazem falta em minha memória e me sufocam agora, é como se tivesse alguém sempre ao seu lado e você nunca diz que o penteado está bonito, ou que alegria vivaz que ela tem tem é algo formidável para um mundo entorpecido de máguas e rancores, mas é assim, a teoria do cáos funciona em tudo e nossa memória nos atormenta sem piedade alguma.

Um espaço vazio

...minha vida é uma droga, é um vazio que sinto todos os dias e, que me faz sentir algo fatigante a todo momento.
Calafrio e medos, falta de objetividade, falta de propósito, falta de amor...

O Livro dos Dias

Legião Urbana

Ausente o encanto antes cultivado

Percebo o mecanismo indiferente

Que teima em resgatar sem confiança

A essência do delito então sagrado

Meu coração não quer deixar

Meu corpo descansar

E teu desejo inverso é velho amigo

Já que o tenho sempre a meu lado

Hoje estão aceitas pelo nome

O que perfeito entregas mas é tarde

Só daria certo aos dois que tentam

Se ainda embriagado pela fome

Exatos teu perdão e tua idade

O indulto a ti tomasse como bênção

Não esconda tristeza de mim

Todos se afastam quando o mundo está errado

Quando o que temos é um catálogo de erros

Quando precisamos de carinho

Força e cuidado

Este é o livro das flores

Este é o livro do destino

Este é o livro de nossos dias

Este é o dia de nossos amores

O Fim

Todo fim é precedido por um novo início, e todo ínicio tem em seu cerne um fim; isso não quer dizer que este ínicio não será demasiado ruim, nem mesmo que o fim foi demasiado bom. Toda escolha é abstrata, todos os sentimentos são pueris.

Nos apegamos facilmente às pessoas, sendo essa relação a mais fatídica para o homem, claro, não se compara com a dor da fome, embora tenhamos vontade de matar, comer, de tornar nosso o outro, como uma bijuteria comprada em uma barraquinha de marreteiro.

Tudo acabou... O fim de tudo está em sua égide. O ser humano é pior que um verme, corroemos tudo que tocamos, mas com uma eficacia de dar inveja a qualquer verme que corroe um corpo em decomposição.

Somos o câncer do mundo!!!