Reconvexo

I

Há momentos em que a realidade deveria ser esquecida.
Momentos que nos torturam
Momentos que a dor é silenciada por lágrimas e suspiros...

Nunca soube chorar,
Nunca aprendi o verdadeiro significado do amor;
Até o dia que ele deixou de fazer parte da minha vida.

Caminho por trilhas estreitas e sinuosas;
Perdi os sentidos - minhas ilusões...
Todos os sonhos se foram com as lágrimas;
Todas as lágrimas se foram com meu amor!


II

Muito se fala sobre a morte, sobre a vontade de viver; 
mas a realidade é que não temos controle sobre nada.
Se desejamos a morte e não podemos morrer. 
Se desejamos a vida, somos enganados por um sonho e 
nunca conseguimos viver plenamente.

Inspiração para o nome

O Livro dos Dias


Ausente o encanto antes cultivado
Percebo o mecanismo indiferente
Que teima em resgatar sem confiança
A essência do delito então sagrado
Meu coração não quer deixar
Meu corpo descansar
E teu desejo inverso é velho amigo
Já que o tenho sempre a meu lado
Hoje então aceitas pelo nome
O que perfeito entregas mas é tarde
Só daria certo aos dois que tentam
Se ainda embriagado pela fome
Exatos teu perdão e tua idade
O indulto a ti tomasse como bênção
Não esconda tristeza de mim
Todos se afastam quando o mundo está errado
Quando o que temos é um catálogo de erros
Quando precisamos de carinho
Força e cuidado
Este é o livro das flores
Este é o livro do destino
Este é o livro de nossos dias
Este é o dia de nossos amores
Legião Urbana