Natal ou dia da Hipocrisia?


Bom, redigir um texto não é uma tarefa tão fácil assim, nem tão difícil, mas vamos lá, o que é o Natal? O que é hipocrisia? Alguém saberia me explicar? Vou usar o Michaellis para dar uma resposta bem simplória...

Natal
na.tal
adj m+f (lat natale) 1 Que diz respeito ao nascimento; natalício. 2 Pátrio: Terra natal. sm 1 Dia do nascimento. 2 Dia do aniversário de nascimento de qualquer indivíduo. 3 Dia ou época em que se comemora o nascimento de Jesus Cristo.

Hipocrisia
hi.po.cri.si.a
sf (gr hypókrisis+ia1) Manifestação de fingidas virtudes, sentimentos bons, devoção religiosa, compaixão etc.; fingimento, falsidade.


Alguém notou alguma semelhança? Eu arrumaria assim.

Hipocrisia
hi.po.cri.si.a
sf (gr hypókrisis+ia1) Manifestação de fingidas virtudes, sentimentos bons, devoção religiosa, compaixão etc.; fingimento, falsidade, Natal.

Ou,

Natal
Manifestação de fingidas virtudes, sentimentos bons, devoção religiosa, compaixão etc.; fingimento, falsidade, dia em que você abraça pessoas chatas, pessoas que não conversa durante o ano todo, não pela distância, mas por não fazer questão. Dia dedicado ao ato de falsidade, dia de colocar a falsa piedade em prática.


É muito fácil não olhar para as desgraças do mundo e neste dia você se transformar no salvador da pátria; naquela pessoa boa, humilde, caridosa, pergunto: E os outros dias do ano, onde estava você? Com certeza ocupado com sua vidinha medíocre, preocupado em ganhar dinheiro para sustentar a pança, mas não o culpo por isso, eu entendo suas fraquezas, elas são minhas também, mas não me venha com aquele discurso idiota de que o natal é dia de praticar a paz, de manifestar o sentimento de bondade, não faça isso; não assine o atestado de um ser desprezível, egoísta.

Não bastasse o dia de natal, ainda temos que suportar aquela música imbecil que os funcionários da rede globo de tele-alienação cantam todos os anos (...Hoje a festa é sua Hoje a festa é nossa É de quem quiser Quem vier) ou, ainda pior, (Depende de nós, Quem já foi ou ainda é criança Que a credita ou tem esperança, Quem faz tudo pra um mundo melhor) , e, que acabou sendo incorporada em algumas famílias com pessoas tacanhas, que lástima. Quem faz tudo para um mundo melhor? Eu? Você, seu vizinho? Quem? Responda. Já sei, aquelas pessoas que distribuem o sopão nos viadutos pensando que todos os moradores de rua são banguelas...ou aquele Homem gordo e barbudo que distribui presentes, mas ele não é hipócrita, ele apenas se preocupa com a alegria das crianças e pessoas aflitas naquele dia, claro, seria muito trabalho para o ano todo, e se isso acontecer ele não terá mais aquela barriga horrível, seria o “véio” Noel. Seria aquele cara que trabalhou todos os dias do ano e não conseguiu comprar alimentos e roupas para sua família, aquela cara cansado com as mãos cheias de calos, com a face marcada pelo cansaço, pelo sol quente...não, isso seria muita utopia, voltemos a realidade, ao nosso querido, bom e amável velhinho de barba branca, aquele velhinho que só aparece na casa dos ricos (claro, só lá tem comida boa, como ele vai manter a pança comendo somente arroz com feijão?) Pergunto-me: Por que as ditas instituições sociais não se preocupam com o verdadeiro bem-estar da sociedade ao invés de se preocupar com fórmulas ridículas de assistencialismo?

Ainda não terminei o texto, portanto, desculpem os possíveis erros...

Por: Rodrigo Américo Tardem

Nenhum comentário: