?

Não compreendo muito as pessoas, percebo em muitas delas um certo ceticismo em relação a religiosidade e crenças políticas, é algo bom, libertador para alguns, limitador para outros.
Percebo que algumas pessoas se julgam libertárias, mas não compreendo essa tal liberdade que elas defendem, elas não são claras e objetivas - creio eu, confusas. Se você é libertário, é libertário em tudo, é uma doutrina que segue, portanto, libertário político-social; sua aplicabilidade é inerente uma da outra, mas essas pessoas criam concessões para o amor, como isso? Ou é libertário ou não é, não existe uma separação...
Elas cobram sua frustrações amorosas em outras pessoas, não compreendem que cada um tem o seu tempo, seu momento, sua vida!

Nenhum comentário: