Quando gestos calam...epifanias do coração


Nos preocupamos muito...

As pessoas são seres estranhos
São como códigos genéticos
- Mutantes e irracionais ao mesmo tempo
Egoístas e pequenas quando for oportuno
Solícitas e amáveis quando necessário!

As vezes sinto meu coração gelar...
São calafrios intensos e preocupantes
Medo de portas que achei estarem abertas, 
- estarem entreabertas;
Confuso com uma entrega, que é um presente
Confuso com palavras de grande impacto...
que podem ser somente palavras

Medo do medo que não deveria existir
Medo da palavra mal falada
Do gesto mal representado
Do sentimento mal expressado
Do amor mal amado!

As lágrimas começaram a cair por dentro
É um choro retesado
Vou engolindo palavras e sentimentos
Engolindo medo e falta de coragem
Só cuide para não lacrar meu sentimeto!

Um comentário:

Sara S. disse...

É certo que entre actos e palavras, há quem distorça todo o sentido de genuidade, altruísmo e verdade. Até nós próprios cometemos esses erros, mas ao ter consciência deles, temos oportundiade de fazer algo quanto a isso. E assim, noutra ocasião, saberemos quais os actos e palavras que não deverão ser ditos e vamos saboreando aos poucos os momentos que a vida nos oferece. Beijinhos