Um novo motivo


Nossa, como é bom chorar ou rir por quem amamos...deixar cair - escorrer lágrimas pelo queixo feito criança; - bobinha e com a maior sinceridade!

Estou encontrando o meu caminho. Uma criança guardada em mim que estava com saudades...; - muitas saudades - de mim, de sentir, de viver!

Por enquanto, como diria um dos meus poetas preferidos.

E hoje em dia, como é que se diz: "Eu te amo."?

Você tem a resposta pra isso?

Não há!
...
Não é enlatado, não vem pronto, não tem fórmula, razão, sentido, roteiro, programação, escolha, acontece!

simples assim!


"Quis que te esquecesses de mim. Eu sei que não foi bem assim, mas foi assim que o senti violentamente quando o telefone deixou de tocar”.
( Inês Pedrosa)

“Eu aprendi com a chuva a ressuscitar o que estava oco.
Mau-humor, dor de dentro e desânimo, eu resolvo com abraços.”
Marla de Queiroz


3 comentários:

Sara S. disse...

É verdade que há medida que crescemos os nossos sentimentos deixam de ser tão puros como eram, porque são acompanhados do pensamento, da racionalidade, das regras sociais e doutros aspectos. Por isso não há nada como libertar a criança que ainda há em nós e esquecer tudo o que nos prende, para nos mostrarmos como somos, feitos de emoção. E de facto não existe nenhuma regra que tenha de ser seguida para dizer "amo-te", se agirmos com o coração isso deve bastar. Beijinhos

Josi disse...

Ainda mais quando dito porque justamente "pulou" da boca.. hummmmmmmmmm tardeniano todo romantico.

NATHALIA MELO disse...

Foi a primeira vez que escreveram algo tão lindo pra mim. Te amo.