Canto para minha morte

Quando eu morrer...
Não coloquem flores no meu caixão;
Não chamem padres;
Não rezem, não coloquem velas e coroas;
Não façam missa de sétimo dia;

Podem rir, lembrar de minhas loucuras;
Chorar de saudades das minhas risadas;
Beber para passar o tempo;

Coloquem um rock bem alto,
Leiam alguma poesia;
Façam-me feliz!
Façam-me viver eternamente nas mentes

2 comentários:

Patí disse...

Gostei muito do seu poema... também gosto desse tema, a morte! Por isso e por outras coisas, sinto-me bastante em casa por aqui.

Rodrigo Américo Tardem disse...

Féla....já ta pensando na minha morte...e olha q nem estou rico...